Notícias

A professora gaúcha Lislane Pletiskal pretende ser a primeira mulher a realizar uma viagem deste tipo na América Latina FOTO. RODRIGO CARVALHO Em busca de autoconhecimento e de vislumbrar outras paisagens, a professora de matemática gaúcha Lisiane Pletiskai, de 31 anos, deixou sua casa no Balneáriode Camboriti (SC), e decidiu viajar pelo Brasil.


Ela passou por Fortaleza, ontem, e já seguiu para Quixadá, de onde partirá para Teresina (Pl). Com uma moto BMW, poucas mudas de roupa e muita coragem, ela pretende percorrer cerca de 25 mil Krn e ser a primeira mulher motociclista a empreender uma viagem deste tipo na América Latina. A expedição, intitulada Rotaway Brasil Independência, teve início no último dia 7 de setembro. Essa não é a primeira viagem de aventura de Lisiane. Em 2008, ela percorreu os 5.700 Km que separam Porto Alegre de Fortaleza. Desta vez, a intenção é percorrer não só o litoral, mas desbravar também o interior do Brasil. "Na primeira vez, conheci parte do litoral e, agora, quero chegaraté o Acre, mas, para isso, preciso de mais patrocínio", diz. Entre os apoios que já conseguiu, está o da BMW Motorrad Brasil, que cedeu moto e equipamentos de proteção. Como ela viaja de dia, à noite, Lisiane dorme em pousadas que cedem cortesias ou na casa de pessoas hospitaleiras, que oferecem dormida. "Através dessa viagem, conheci muita gente legal. Pessoas que têm o interesse de ajudar, sem querer retorno", relata. Empecilhos Até o momento, foram poucos os obstáculos que ela teve que transpor. "Por comer na beira da estrada, já tive alguns desarranjos e também já sofri um acidentes nesse percurso, mas sem grandes consequências". Sobre a insegurança, ela afirma se prevenir como pode. "Procuro não dar bobeira e esse é um dos motivos que evito viajar à noite". São poucos os recursos tecnológicos. Um dos que fazem falta é o GPS. "Como não pude comprar esse equipamento, improviso como posso, anotando as orientações das placas no caminho em uma folha de papel", explica. Lisiane passou por Fortaleza, ontem e já seguiu para Quixadá, de onde partirá para Teresina, na expedição Rotaway Brasil Independência A diversidade de paisagens tem encantado Lisiane. "As praias de Alagoas e as estradas de Minas Gerais, que parecem tiradas de filme são as mais lindas que eu já vi", conta. Depois de Fortaleza, Quixadá e Teresina, Lisiane segue para Belém, no Pará, de onde irá para Tocantins e Brasília. Depois, parte para o Norte. "Não vou passar pela Transamazônica, pelo perigo e também pelas péssimas condições da estrada", explica. Após esse período de descobertas, Lisiane ainda não sabe o que vai fazer. "Pra mim, a prioridade é terminar esse percurso, depois eu vejo". A única certeza é que irá tentar fazer outras viagens. "Pretendo conhecera Austrália ou a Europa", conclui.

Fonte: http://www.info4.com.br/ocr-gomateria-ver.asp?K=seguran%C3%A7a&codcli=2521&codmat=30669

Eventos

65º Encontro Nacional BMW Motorrad

65º Encontro Nacional BMW Motorrad

Saiba mais

64º Encontro Nacional BMW Motorrad

64º Encontro Nacional BMW Motorrad

Saiba mais

63º Encontro Nacional BMW Motorrad

63º Encontro Nacional BMW Motorrad

Saiba mais

Receba nossas newsletters